Cuidados com a hidratação – a importância dos líquidos





A falta de água é mais importante do que a falta de comida, em se tratando de fonte de energia. O corpo se ajusta às mudanças na ingestão de alimentos, mas não pode ajustar-se  a não ter água suficiente. A água é o mais importante, e muitas vezes desconhecidos os seus nutrientes.
A água desempenha um papel essencial no sistema de energia humana. Quanto mais energia o corpo gasta, mais água vai necessitar. O motivo?

Durante a atividade física, apenas 25% da energia gerada pelo organismo é transformado em trabalho mecânico. O balanço de cerca de 75% – é realmente transformada em calor. Este calor deve ser removido do corpo a fim de evitar o aumento perigoso da temperatura corporal . O corpo utiliza a água na forma de suor para dissipar o calor (o nosso corpo como um condicionador de ar ). Durante a atividade intensa, especialmente no verão, o corpo pode perder até 2 L / hora de água, em forma de suor. Numa maratona pode-se perder até 6 kg de peso corporal na forma de água durante uma corrida.

A desidratação devido à perda de água durante a atividade, pode ter um efeito significativo sobre o desempenho do corpo. A produção de energia ocorre em um ambiente fluido: no sangue, músculos e órgãos que têm essa necessidade do balanço hídrico apropriado, a fim de trabalhar de forma eficaz. Quando o equilíbrio da água é interrompido, ela é desviada da sua função de trabalhar os músculos, onde é mais necessária. Assim sendo, o volume do sangue é diminuído, de modo que o coração bombeia menos a cada batida, e deverá trabalhar mais para suprir a mesma quantidade de energia. O resultado é que a eficiência do atleta cai significativamente.

Uma queda relativamente pequena no conteúdo de água do corpo pode significar uma queda muito grande na produção de energia. Uma perda de 4 a 5% de água corporal, cerca de 2% do peso corporal – pode resultar em uma queda de 20 para 30% no desempenho do trabalho.
A desidratação extrema pode ter consequências graves, tonturas, náuseas, dores de cabeça, cãibras musculares, fraqueza e até mesmo colapso. Urina escura e escassa sinaliza a necessidade de mais água em seu corpo.
Para pessoas ociosas,  não é necessária as mesmas quantidades de água que deve ingerir um atleta (mesmo que amador). Em geral, devemos beber mais água do que estamos habituados, isto é, não precisamos sentir aquela sede para ingerirmos algum líquido. Os exercícios potencializam o mecanismo da sede. As pessoas costumam beber apenas metade do que eles perdem no suor.
                                  
        CALENDÁRIO DE HIDRATAÇÃO 
  

QUANTO?
QUANDO?
        (reduzir para crianças)
2 xícaras
2 horas antes do exercício
1 – 2 xícaras
10 – 15 min. Antes do exercício
Copo de 1 / 3 – 1
15 – 20min,. intervalos durante o exercício
Cerca de 1 xícara
10-20 min. Após o exercício
Frescos (mas não gelados), os líquidos são absorvidos com maior rapidez quanto  menor a temperatura central do corpo.

* Para o exercício de duração inferior a 3 horas, a água é o melhor substituto (durante o exercício).
Para o exercício intenso com duração superior a 3 horas, glicose diluídos e soluções eletrolíticas são recomendados para fornecer combustível para melhor trabalhar os músculos.
Nós todos sabemos que a água é importante, mas você nunca viu escrito desta maneira:

Estudos comprovam que metade da população é cronicamente desidratada.
Boa parcela da população mundial, por não ingerir a quantidade adequada de líquido, é frequentemente confundida com a sensação de fome. Mesmo a desidratação leve irá desacelerar o metabolismo, para mais ou menos 3%.

Um copo de água já é suficiente para aplacar aqueles acessos noturnos de fome. A falta de água é o gatilho número 1 da fadiga diurna.
Estudos preliminares indicam que 8-10 copos de água por dia poderiam aliviar significativamente as dores nas costas e nas juntas em 80% dos doentes.
Uma mera redução de 2% da água no corpo humano pode provocar incoerência na memória de curto prazo, problemas com matemática e dificuldade em focalizar uma tela de computador ou uma página impressa. 

Beber 5 copos de água por dia diminui o risco de câncer de cólon em 45%, pode diminuir o risco de câncer de mama em 79%, e um é de 50% menos chances de desenvolver câncer na bexiga.  





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.