Os segredos das cervejas – beber e conservar




Como a cerveja já sai prontinha da cervejaria, não há nenhum motivo para querer envelhecê-la, ao contrário, quanto mais jovem, melhor será seu sabor.
Guarde as garrafas de pé, em lugar fresco e sem sol, para evitar oxidação prematura. Isso vale para as engarrafadas em latinhas de alumínio, também.

Resfrie-as na geladeira, sem pressa. Não coloque no freezer, pois a violência do congelamento prejudica seu sabor.
Depois de geladas, devem ser consumidas. Nunca as descongele e as devolva à geladeira. Isso acaba com a cerveja.

A temperatura ideal para beber as cervejas do tipo “pilsen” é entre os 4 e 6 graus. “Estupidamente gelada”, como se costuma pedir, ou seja, próxima ao congelamento, prejudica a formação de espuma, além de fazer mal às papilas gustativas.

Tulipas (formas de taças especiais) e canecas pequenas, de cristal, são as ideais, pois mantêm melhor a espuma e a temperatura. Evite aquelas pavorosas canecas de alumínio, que tiram o prazer de apreciar o estimulante e brilhante líquido dourado.
Resíduos de gordura e/ou sabão no copo são fatais para a bebida, acabando com o colarinho e liberando o gás carbônico, o que deixa o líquido com o gosto ruim.

Tomar cerveja sem colarinho é como fazer amor sem beijo, uma heresia. Dois dedos de espuma são o ideal para reter o aroma e evitar a liberação do gás carbônico.
A espuma cremosa revela a persistência e bom estado da cerveja. Sirva derramando uma dose. Em seguida, incline o copo até uns 45 graus, despejando o líquido devagar enquanto o colarinho sobe.

Copos previamente gelados devem ter seus interiores passados em água corrente, antes de servir a bebida. Isso elimina os cristais de gelo que se formam no copo, deixando suas paredes lisas, para que a cerveja desça mais macia.

Cerveja faz bem à saúde. Com 90% de água, a bebida hidrata o corpo. E com apenas 3 a 5 graus de álcool, como as do tipo “pilsen”, a cerveja reativa o metabolismo – quando ingerida moderadamente. Além disso, é rica em vitaminas, carboidratos, proteínas e aminoácidos.







Cerveja não engorda. É folclore associar 80 calorias de um copo de 200 ml com a formação de barriga, a já famosa “chopeira”. O consumo sem moderação, aliado à acompanhamentos gordurosos em exagero é que fazem engordar.
Aprecie a loirinha com moderação, não abuse e, em hipótese alguma, dirija após beber (qualquer dose).





Um comentário em “Os segredos das cervejas – beber e conservar

  • 10 de novembro de 2009 em 20:41
    Permalink

    Pode me dizer onde eu encontro uma Paulanner, é simplesmente divina.
    Lindo template

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.